De dentro para fora

Sugiro que antes que abras a boca, abra os braços

14 de fevereiro de 2017

Sugiro que antes que abras a boca, abra os braços.

 

Eu não preciso de ninguém que me diga o que fazer, ou alguém para criticar o que estou fazendo.

Não sei tudo sobre a vida e por isso há momentos de incertezas, onde enfrento fraquezas.

Você também não sabe tudo sobre a vida, ninguém sabe e antes que sustente sua sabedoria com o tempo, sugiro que antes que abras a boca, abra os braços.

Entenda que o tempo não é o mesmo para todos, assim como a tolerância, a força, a dor e a fé também não são.

No meu relógio marca agora 5:52 pm do dia 13 de fevereiro, no relógio de alguém no Japão marca 7:52 da manhã, do dia 14 de fevereiro e ainda que embora o ano de 2017 seja o mesmo, o tempo é distinto. Portanto, é preciso entender que apesar do tempo ter as mesmas 24 horas para todos e sermos todos seres humanos, acreditamos e sentirmos com grandes diferenças, cada um na sua intensidade e no seu tempo.

Somos seres condicionados a refletir no outro nossas próprias experiências, vontades, ou muitas vezes nossas crenças que diga se de passagem, muito mais fáceis recitadas, do que praticadas.

Eu mesmo me dei conta muito recentemente que palavras quando não filtradas e cuidadas antes de proferidas, tem o grande poder de envenenar e causar danos irreparáveis.

Não estou sugerindo que não ofereça uma palavra amiga ao próximo, mas sugiro que antes que abras a boca, abra os braços.

Tem tanta gente por aí oferecendo mais relatos que a enciclopédia, mais palavras que pesquisa do Google, porém com os braços fechados, incapazes de oferecer a única palavra que acalma e assegura sem emitir som, o abraço.

Esqueça a interpretação sobre estar com os braços atados, antes que abras a boca, abra os braços, é somente uma questão de escolha.

Vou confessar uma verdade, eu sou a fala em pessoa, uma resposta para qualquer interrogação, rápida na lição e exerço com maestria o criticismo, e sabe o que sinto ao fazer essa confissão? Vergonha, porque me dou conta que muitas vezes falo sem nem mesmo ouvir inteiramente e na maioria das vezes reflito no ouvinte, aquilo que faço de melhor; falar e muitas vezes sem nem mesmo pensar, nem mesmo ouvir a mim mesmo e me envergonho ao dizer que me dou agora conta, que mantenho os braços fechados, quando isso é apenas a única coisa que preciso oferecer, antes que abra a boca.

A vida é uma escola espetacular que te ensina aos poucos, conforme vamos “passando de ano” o verdadeiro significado da palavra ensinar e não apenas ser ensinado.

No entanto, os alunos na escola da vida aprendem em ritmos diferentes, uns com mais facilidade em algumas matérias, outros com mais dificuldades e o professor em sua maioria, não desiste daquele que julga-se ser o mais atrasado. Esse também passa de ano, também avança e muitas vezes acaba por ser mais bem sucedido do que os considerados normais, ou até mesmo os avançados. Porém, em seu próprio tempo e apesar do tempo que leva, ele não é apenas ensinado, ele ensina tanpouco.

A pessoa que divide com você suas angústias e anseios, também te ensina sobre quando apenas praticar a escuta, exercitar a empatia e abrir os braços, antes que abras a boca.

Lembre-se de que a história tem sempre 3 lados, o lado de quem conta, o de quem interpreta e a verdade.

Estou em um momento inundado de medo, culpa, insegurança, angustias, desejos e anseios.

Não preciso de mais barulho, dispenso esse mundaréu de teoria, não quero conselhos e tão pouco preciso de opinião.

Enquanto tento acalmar minha mente envenenada por palavras e essa turbulenta confusão, tenho ânsia daquilo que em silêncio acalenta a alma e invade o coração, antes que abras a boca, abra os braços e apenas me dê um abraço.

Comentários do Facebook

Você pode gostar também

5 Comentários

  • Resposta sirlei 14 de fevereiro de 2017 em 15:27

    como sempre,,sábias palavras,,Minha Filha com Alma Nobre,,,,

  • Resposta Jéssica Bertolla 8 de março de 2017 em 03:28

    Nossa…. Cheguei a achar que escreveu para mim. Me tocou profundamente. Amei

  • Resposta Anônimo 8 de março de 2017 em 11:08

    Perfeito!

  • Deixe uma Resposta

    Política de Privacidade — Garantir a confidencialidade dos dados pessoais dos usuários é de alta importância para nós, todas as informações pessoais relativas a membros, assinantes, clientes ou visitantes que utilizam nossos sistemas serão tratadas em concordância com a Lei da Proteção de Dados Pessoais de 26 de Outubro de 1998 (Lei n.º 67/98). As informações pessoais recolhidas podem incluir nome, e-mail, telefone, endereço, data de nascimento e/ou outros. O uso de nossos sistemas pressupõe a aceitação deste Acordo de Privacidade. Reservamos o direito de alterar este acordo sem aviso prévio, por isso recomendamos que você verifique nossa política de privacidade regularmente para manter-se atualizado(a). Anúncios — Assim como outros sites, coletamos e utilizamos informações contidas em anúncios, como seu endereço de IP (Internet Protocol), seu ISP (Internet Service Provider), o navegador utilizado nas visitas a nossos sites (Chrome/Safari/Firefox), o tempo de visita e quais páginas foram visitadas. Sites de Clientes — Possuímos ligação direta com os sites de nossos clientes, os quais podem conter informações/ferramentas úteis para seus visitantes. Nossa política de privacidade não se aplica a sites de clientes, caso visite outro site a partir do nosso, deverá ler sua própria politica de privacidade. Não nos responsabilizamos pela política de privacidade ou conteúdo presente nesses sites. Para maiores informações, entre em contato conosco.


    Sites profissionais com tudo incluso
    Vaucci.com · Suporte · Telefone · WhatsApp Assine